0 0

Injustiça com a Energisa – Professor Nazareno*

O aumento pode não ter vindo agora, mas virá depois em dobro, diluído mês a mês. É só uma questão de tempo A Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica, cometeu uma das maiores injustiças contra a Energisa, a companhia de eletricidade de Rondônia, ao não conceder um “pequeno reajuste extra” de pelo menos 20% nas […]

0 0

Aneel nega reajuste na conta de energia de Rondônia, pedido pela Energisa

A revisão também também não foi aceita para os estados do Piauí e Acre A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) negou, nesta terça-feira (15), o pedido de revisão tarifária extraordinária na conta de luz dos consumidores de Rondônia. O pedido de revisão havia sido feito pela Energisa, empresa responsável pela distribuição de energia no estado. […]

Praticando preços extorsivos, ENERGISA pede aumento da energia elétrica para Rondônia e Acre

O percentual solicitado pela Energisa não foi divulgado A direção da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pode conceder nesta terça-feira, 15, um novo reajuste tarifário para a Energisa em Rondônia. Os dirigentes se reúnirão em Brasília para deliberar sobre o pedido da empresa para que as tarifas energéticas no estado de Rondônia sofram novo […]

0 0

Assembléia em pé de guerra com a Energisa abre CPI e intensifica fiscalização

Deputado colocou gabinete à disposição para receber denúncias contra a empresa A Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) aprovou nesta quarta-feira (18) a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar possíveis irregularidades nos serviços prestados pela Energisa Rondônia, empresa responsável pela distribuição de energia nos 52 municípios. A CPI, segundo o poder legislativo, […]

0 0

[Coluna] – FVG pode ter que dar explicações em RO por recebimento irregular de R$ 16 milhões no governo de Confúcio Moura

Entidade já está sendo investigada no Rio de Janeiro por supostos pagamentos de propina a Sérgio Cabral Caindo a ficha Por anos os rondonienses pediram a privatização da Ceron, alegando que a empresa “não prestava”, que “matratava consumidores” e que “cobrava valores abusivos”. Eis que Michel Temer assumiu a presidência […]

Fechar
Social profiles

Nas redes